Avaliação do imóvel: Como fazer corretamente antes de vender

avaliação do imóvel

Se estás a pensar vender a tua casa, uma das coisas na qual vais ter que te debruçar é na avaliação do imóvel. Porquê? Porque é a partir daqui que vais definir o preço de venda da casa, o qual deve estar de acordo com a tendência do mercado.

 

Para determinar o valor da avaliação do imóvel deves ter em conta os seguintes fatores:

– Localização

– Vista

– Exposição Solar

– Acessibilidades

– Qualidade da construção

– Data da construção

– Estado de conservação

– Tipologia e disposição da habitação

– Acabamentos e equipamentos disponíveis

– Facilidades: estacionamento, piscina, elevador, espaços verdes

– O estado do mercado

 

Como fazer a avaliação do imóvel

Existem quatro possibilidades, para a correta avaliação do imóvel. Estas são:

  1. Recorrer a empresas especializadas ou técnicos por conta própria que fazem avaliações imobiliárias;
  2. Recorrer a websites de avaliação de imóveis, de forma gratuita;
  3. Aceder ao Portal das Finanças que também disponibiliza um avaliador de zona geográfica. Este atribui um valor ao imóvel e informa dos valores a pagar de impostos;
  4. Recorrer a instituições bancárias que disponibilizam este serviço, independentemente da existência de créditos habitação.

 

Como se calcula o valor da avaliação do imóvel

O cálculo do valor da avaliação do imóvel é sempre influenciado pelos fatores listados acima, mas recorre a uma fórmula que atribui um valor por m2 à área de construção. No entanto, às diferentes áreas da habitação podem ser atribuídos valores por m2 diferentes.

Geralmente, estas são as áreas cujo valor por metro quadrado pode diferir:

  • Área Bruta Privativa: é a superfície total da habitação onde se incluem a sala, quartos, cozinha, corredores, casa de banho e restantes divisões, caves e sótão.
  • Arrecadações
  • Varandas
  • Terraços Acessíveis
  • Estacionamento

É à área bruta privativa que deve ser atribuído o valor máximo por m2.

 

Fórmula de cálculo

Valor por m2 X área de construção da habitação

 

Conclusão: O que diz o mercado

O mercado imobiliário, como qualquer outra atividade económica é fortemente influenciado pela oferta e pela procura, querendo isto dizer que os preços podem sofrer oscilações, conforme a quantidade de imóveis em oferta no mercado e o nível da procura.

Atualmente, e com as tentativas de simplificação deste mercado, existem diversas ferramentas de avaliação automática de imóveis, como aquelas que referimos acima, e que são uma excelente alternativa às empresas especializadas que acarretam custos. No entanto, estas ferramentas pressupõem métodos de avaliação do imovel simplificados, que, dependendo do fim a que esta se destine, poderá não ser suficiente.

Por outro lado, no caso dos créditos habitação, esta avaliação tem que ser feita obrigatoriamente por técnicos credenciados.

A avaliação do imóvel deve, sempre que possível, ser feita por um profissional experiente e com conhecimento de mercado, mas se tencionas vender a tua casa sem recorrer à ajuda de terceiros, podes guiar-te por estas ferramentas, mas tenta fazer uma boa pesquisa para te munires de informações corretas, só assim conseguirás fazer uma venda de sucesso e de forma rápida.

Deixa uma resposta

O teu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *