Eficiência Energética: 10 Soluções para implementar na tua Casa

eficiência energética

De acordo com estatísticas efetuadas pela entidade reguladora da Certificação Energética, no ano que decorre, 146.291 certificados de energia foram emitidos, mas apenas 22% destes foram classificados na categoria A. Se olharmos para os números desde que há registo de emissão de certificados de energia, a situação fica ainda mais preocupante. 1.504.045 é o total de Certificados Energéticos emitidos, dos quais, apenas 12% foram classificados com a categoria A de eficiência energética.

Por agora, hás-de estar a perguntar-te por que é que estes números são preocupantes, ou por que é que a Eficiência Energética dos Edifícios é tão importante.

Nós vamos explicar-te tudo.

 

A importância da Eficiência Energética

O conceito de eficiência energética surge como uma prática que procura melhorar o uso das fontes de energia tornando-a mais eficiente na procura pela obtenção de um determinado resultado. Explicando de outra forma, supõe que tens um sistema de aquecimento em casa que usas durante o inverno. Se as tuas janelas não estiverem em bom estado e permitirem a entrada de ar, significa que o teu sistema de aquecimento não está a ser eficiente por causa das janelas, havendo um desperdício de energia, visto que, por mais tempo que o aquecimento esteja ligado, a temperatura da casa nunca fica a ideal.

A falta de eficiência energética dos edifícios residenciais, é um problema geral em Portugal, mas o Governo, tem demonstrado interesse em contribuir para a melhoria da Eficiência Energética de tais edifícios com a abertura de programas de apoio ao financiamento de sistemas de energia eficientes, como é o caso dos Programas Apoio casas mais eficientes 2021 e Vales Eficiência Energética, dos quais já falamos neste blog.

eficiência energética

 

Como implementar Soluções de Eficiência Energética

Para aqueles que são autodidatas e não esperam pela ajuda do Governo, existem adaptações que podes ir fazendo à tua casa, vamos chamar-lhe de melhorias, para a tornar numa Casa Eficiente. Vamos falar-te em 10 Soluções de Eficiência Energética que podes começar a implementar na tua casa. Naturalmente, são dispendiosas e exigem aconselhamento especializado, mas se fores melhorando uma por vez, e conforme as tuas possibilidades, não tarda nada terás uma Casa Eficiente.

 

1. Isolamento de Paredes

A maioria dos edifícios construídos em Portugal não possui isolamento térmico. Se a tua casa foi construída ante-1990 e nunca foi reabilitada, é muito provável que não tenha isolamento. Existem duas formas de o fazeres, colocando isolamento pelo exterior ou pelo interior. Do ponto de vista da eficiência energética, o isolamento pelo exterior é o mais adequado. Quanto aos materiais a usar para o isolamento, existem: aglomerado de cortiça expandida, poliestireno expandido extrudido, poliestireno expandido moldado, lã mineral, espuma rígida de poliuretano e argamassa térmica. O desempenho térmico do isolamento é avaliado através da condutibilidade térmica do material usado. Quanto menor for esse valor, melhor. Compara as várias opções junto dos especialistas, pede orçamentos para a execução e decide pelo melhor.

No que se refere às vantagens, as paredes com isolamento térmico conservam o calor do interior da casa, contribuindo, desta forma, para a redução das necessidades e custos de energia com equipamentos de climatização. O isolamento térmico também contribui para um maior isolamento acústico da habitação aumentando assim a eficiência energética da tua casa.

eficiência energética

 

2. Isolamento de Coberturas

O isolamento da cobertura de uma habitação permite conservar a temperatura no interior, melhorando o conforto e minimizando a necessidade de utilização de equipamentos de aquecimento e/ou arrefecimento. Aumentando assim efetivamente a eficiência energética da tua habitação. Diminuem a ocorrência de patologias como condensações, aparecimento de fungos, bolores e manchas, potenciando, desta forma, a vida útil do imóvel. Quanto aos materiais, podem ser usados os mesmos referidos para as paredes, com exceção da argamassa térmica, que é substituída pela betonilha com isolamento térmico. Também existem formas distintas de fazer esta aplicação e por essa razão, deves pedir aconselhamento especializado.

 

3. Como aumentar a Eficiência Energética das Janelas

A eficiência Energética das janelas são consideradas quando, no conjunto das suas características, contribuem para aumentar o isolamento térmico e acústico das habitações, sendo que os benefícios da sua colocação se concentram no isolamento térmico e acústico e na poupança energética gerada. Quando quiseres substituir as tuas janelas deves procurar pelo menos 3 orçamentos para comparação, isto porque, se os valores diferirem de forma relevante entre as propostas, significa que há algum problema que convém questionar; solicita informação sobre a Marcação CE das janelas, questiona sobre a classe energética da janela proposta e avalia as poupanças na fatura energética.

eficiência energética

 

4. Sistemas de Ventilação

Um sistema de ventilação pressupõe a substituição/renovação do ar interior por ar exterior de uma forma controlada. Em Portugal 96 % dos edifícios residenciais apenas possuem ventilação natural e extratores na cozinha e casa de banho. Mas não é o suficiente para uma eficiência energética. Uma ventilação deficiente não acautela a remoção dos agentes poluentes do interior da habitação, cujas consequências serão a degradação do imóvel devido à humidade, mas também a saúde dos residentes na habitação. Fortes concentrações de CO2 pela falta de renovação do ar conduzem a problemas como tosse, doenças respiratórias, náuseas e asma.

Por renovação natural do ar entende-se a realizada pela abertura de janelas e portas e até frinchas e infiltrações de ar não controladas, mas existem sistemas de ventilação mecânica mais assertivos. A ventilação mecânica é uma forma de ventilar os espaços que permite impor caudais de ar constante contribuindo assim para o aumento da eficiência energética. Este tipo de ventilação pode ter insuflação e/ou extração de ar e também recuperação de calor permitindo adequar a temperatura interior e reduzir a humidade. Para fazer este tipo de melhorias na casa, consulta um engenheiro, arquiteto ou perito qualificado.

 

5. Sistemas Solares Térmicos

Um sistema solar térmico tem como objetivo converter a energia do sol em calor útil. É uma fonte de energia renovável que pode garantir até 70% das necessidades de água quente de uma família, desta feita, reduzindo a fatura de energia e aumentando a eficiência energética da habitação. Se tiveres intenções de instalar um sistema solar térmico, contacta as associações do setor – por exemplo a ADENE-Agência para a Energia – que te podem indicar uma rede de profissionais e marcas reconhecidas.

 

6. Sistemas Solares Fotovoltaicos

Já os sistemas solares fotovoltaicos permitem transformar diretamente a radiação solar em energia elétrica. Se resides numa moradia ou num apartamento com cobertura adequada, sem sombras e de fácil acesso, podes equacionar a instalação deste sistema. Este permitir-te-á produzir e consumir localmente energia elétrica, reduzindo o gasto na Fatura e melhorando a eficiência energética.

 

7. Proteções Solares

As proteções solares para as janelas têm como principal objetivo controlar a entrada do calor provido pela radiação solar, e da luz na habitação. Para vir a melhorar assim a eficiência energética. A forte incidência de sol nos vidros, pode representar um aumento significativo da temperatura da casa. As proteções exteriores têm um melhor desempenho face às proteções interiores representando ganhos de calor até 96% e 62%, respetivamente. No inverno, os ganhos solares são uma importante fonte de calor, mas no verão as proteções devem ser tanto maiores quanto a área envidraçada. As mais comuns soluções em Portugal são as persianas e as portadas exteriores e interiores, mas já existem soluções mais modernas. É uma questão de avaliares as necessidades da tua casa e pedires orçamentos para a intervenção.

 

8. Recuperadores de Calor e Salamandras

As convencionais lareiras abertas são pouco eficientes tendo em conta que apenas aproveitam 10 -15% da energia da biomassa, onde grande parte da energia térmica é perdida nos gases de combustão. Como alternativa, as lareiras com recuperador de calor e as salamandras usam grande parte da energia contida nestes gases para aquecer o fluido, representando um significativo aumento de eficiência energética. Para além desta evidente vantagem, os recuperadores de calor e salamandras podem representar a diminuição dos poluentes emitidos para o interior da habitação quando comparado com as lareiras abertas, sendo também considerados uma fonte de energia renovável.

 

9. Ar Condicionado Doméstico

O objetivo de um equipamento de ar condicionado é climatizar um espaço, seja para aquecer, arrefecer, desumidificar, renovar, filtrar e ventilar o ar. Aqui há dois sistemas a comparar para melhorar a eficiência energética. O sistema de ar condicionado convencional e o sistema inverter. O sistema Inverter permite uma redução do consumo de energia em cerca de 30% comparativamente com o sistema convencional devido ao funcionamento do compressor que tem tecnologias diferentes. Aconselha-te junto de um especialista, mas não te esqueças de verificar a potência elétrica do equipamento.

eficiência energética

 

10. Esquentadores e Caldeiras

Cerca de 22% do consumo de energia de uma família é destinado ao aquecimento do ambiente. Para o aquecimento de água somam-se mais 23% do consumo total de energia numa habitação. As opções de equipamentos que representam estas funções são variadas, mas há-que escolher pelas que aumentam a eficiência energética. Os recomendados são Esquentadores de gás natural, Bombas de calor Ar-Água, Termoacumuladores elétricos, Caldeiras de condensação e Aquecimento central.

 

Conclusões sobre como aumentar a Eficiência Energética

Aqui apresentamos-te apenas algumas informações-chave sobre as soluções possíveis de incorporação numa habitação para melhorares a eficiência energética da tua casa. Antes de considerares adaptares o teu imóvel com alguma destas, é conveniente e importante obteres informações precisas e seguras sobre como o fazer, junto de profissionais como arquitetos, engenheiros e especialistas destas áreas. Contactar a Agência para a Energia pode ser uma parte fundamental da adaptação para a eficiência energética da casa tua casa.

Fonte: ADENE

Deixa uma resposta

O teu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *