Casas pré-fabricadas: a alternativa flexível na decisão de compra

casas pré-fabricadas

As casas pré-fabricadas são já uma realidade imobiliária sendo uma opção que muitos portugueses já consideram quando pensam em comprar casa. Existem vários modelos por entre os quais poderás escolher, mas também existe a possibilidade de construção à medida do que precisas.

Neste artigo vamos ajudar-te a perceber as diferenças legais entre as casas pré-fabricadas e as tradicionais, os critérios a ter em conta na hora de escolher, quais os fatores a ponderar, e ainda, as opções de financiamento existentes.

 

Casas pré-fabricadas: vantagens e desvantagens

Aqui gostaríamos de destacar aquelas que consideramos serem as principais vantagens e desvantagens da compra destas casas, que, assim como as habitações tradicionais, também as têm.

Como vantagens:

  • Menor tempo de construção comparativamente a uma habitação tradicional;
  • Mais ecológico e eficiente energeticamente;
  • Mais barato do que uma habitação tradicional;
  • Maior controlo de qualidade devido às inspeções;
  • Flexibilidade para adicionar módulos para novas divisões.

Como desvantagens:

  • Existência de custos de transporte;
  • Investimento inicial mais elevado, contrariamente ao que acontece com as casas tradicionais pelo fato de as obras serem feitas em fases, o que não acontece nas casas pré-fabricadas;
  • Menor versatilidade de estilos e módulos disponíveis;
  • Dificuldade na obtenção de financiamento especializado.

 

Diferenças legais entre casas tradicionais e casas pré-fabricadas

Regra geral, a compra de uma casa pré-fabricada ou a construção de uma habitação tradicional, não tem diferenças em termos legais. Para ambas, vais igualmente precisar apresentar um projeto de arquitetura na Câmara Municipal para a emissão de um alvará de construção e posteriormente a obtenção de uma licença de habitação. E, assim o sendo considerada, poderá ser dada como hipoteca numa garantia bancária. Para além disto, também será necessário registar o imóvel na Conservatória do Registo Predial.

 

Quanto custam casas pré-fabricada?

Nestas casas aquilo que determina o preço é, principalmente, os materiais e acabamentos usados. Desta forma, o preço pode variar conforme a qualidade e a tipologia da habitação, sendo que os valores de referência rondam os 600 EUR por m2, para uma casa de qualidade média/baixa.

 

Financiamento disponível

Assim como é possível subscrever um crédito habitação para uma construção tradicional, também o é para casas pré-fabricadas.

Se pretendes comprar uma destas casas pré-fabricadas podes pedir propostas às instituições de crédito que estão cada vez mais disponíveis para financiamento de casas pré-fabricadas, uma vez que este tipo de habitação tem ganho destaque no mercado imobiliário. Ainda assim, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) é a única instituição que disponibiliza um crédito específico para compra de casas pré-fabricadas, exigindo como garantia bancária, a hipoteca da casa pré-fabricada.

O prazo de pagamento estende-se até 25 anos, desde que, no final do pagamento das prestações, a idade dos titulares não ultrapasse os 80 anos. O montante mínimo de financiamento é de 5.000 EUR e o máximo variável. Caso se trate de uma habitação própria permanente, o montante a conceder pode ir até aos 80% do valor da avaliação e até aos 90% do valor de investimento. Se for para uma habitação própria secundária, o montante pode ir até aos 80% do valor da avaliação e também do valor de investimento.

A decisão por entre as opções de financiamento deve ser tomada de forma consciente e informada, para que seja o mais vantajoso possível. Desta forma, aconselhamos-te a pedir várias propostas e a compará-las entre si para que te seja possível encontrar a melhor opção.

Independentemente de optares por um financiamento específico para casas pré-fabricadas ou por um crédito à habitação tradicional, deves sempre ter em atenção a taxa de esforço. O aconselhado é que esta não ultrapasse os 33% do teu rendimento mensal para não desequilibrar as tuas finanças.

 

Critérios a ter em consideração na hora de escolher uma casa pré-fabricada

São diversas as opções de casas pré-fabricadas em Portugal, mas o processo de escolha parte apenas da condição estética que queres obter. Descrevemos a baixo alguns dos critérios mais relevantes:

 

1. Fabricante de casas pré-fabricadas

A escolha do fabricante é muito importante, tanto pela qualidade do serviço como o preço. Mas não deve esquecer-se da oferta disponível e da possibilidade de personalização. Também a proximidade é um fator muito importante dado os custos com as deslocações e o transporte de material poderem ser elevados. Em Portugal, alguns dos mais conhecidos fabricantes são a Goodmood, a KITUR, a Fábrica das Casas ou a Rusticasa. Faz uma pesquisa e compara estes critérios entre todos alguns fabricantes para te facilitar a escolha.

 

2. Projeto arquitetónico

Existem casas pré-fabricadas para todos os estilos que vão desde as mais clássicas às mais modernas e das rústicas às urbanas. Podes escolher conforme a tua preferência e também tendo em conta a localização, pois poderá existir alguma política de paisagem urbanística, por exemplo, que exija que as casas daquela localização mantenham um aspeto semelhante.

 

3. Interior das casas pré-fabricadas

Será útil comparar diversos interiores para escolheres aquele que melhor se adequa às tuas necessidades ou as de toda a família. Pode ser conveniente uma casa sem pisos superiores ou escadas, por questões de mobilidade, por exemplo, ou ainda, no caso de a família ser pouco numerosa, podes optar por uma casa mais pequena, também poupando no seu custo.

 

4. Manutenção e cuidados a ter com casas pré-fabricadas

Algumas destas casas pré-fabricadas, necessitam de cuidados adicionais dependendo dos materiais que a constituem, como é o caso das madeiras que precisam de um tratamento adequado às mudanças de clima. Quando consultares o fornecedor questiona-o sobre este aspeto quando estiveres a comparar os modelos disponíveis.

Deixa uma resposta

O teu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *